Iury Korting de Abreu

Time

Iury Korting de Abreu

(Publicado em 12/05/2012)

Iury está no grupo há quase 5 anos. Neste tempo já fez parte de 7 espetáculos, entre eles nossas peças atuais “Dias Melhores” e “Tão Perto”.



1. Iury, há quanto tempo você participa do grupo Red?
Vai fazer 5 anos em agosto.

2. De quais espetáculos do grupo você participou como ator?
Uma história pra Contar, Red West, Fábrica dos Sonhos, Dias Mais que inesquecíveis, Dias melhores, Nossas histórias de Amor e Tão perto.

3. Na peça “Dias Mais que Inesquecíveis”, assim como na “Dias Melhores”, você interpreta um personagem famoso na cidade de Joinville, a Dn Balinha. Como nasceu essa idéia?
Tinha uma pessoa do Red (Thaiza) que já conhecia a Dona Balinha (a verdadeira). Um dia estávamos brincando no carro e ela imitou, eu achei engraçado e imitei também. Passou um tempo e eu tinha que fazer a Chapeuzinho Vermelho em um Red Show, quando eu entrei no palco e estava com a cesta na mão veio a idéia de imitá-la, quando imitei, todo mundo lembrou da personagem real. Então na peça “Dias mais que Inesquecíveis”, o Fabio (diretor) decidiu colocá-la no roteiro, logo a personagem foi se tornando o que ela é hoje.

4. Você também faz parte do terceiro longa do grupo, fale um pouco sobre seu personagem.
Bom, o nome do meu personagem é Iury, ele é irmão gêmeo do André (interpretado pelo Renato). Nós estamos no mesmo quarto dos personagens do Thiaguinho e do Bruno e os ajudamos a entender como funciona o acampamento e como ser uma pessoa de Deus é mais legal do que eles imaginavam. O personagem é um gordinho engraçado, portanto tive que engordar pra fazer…hehe…brincadeira, eu sou gordinho mesmo, hehe.

5. Você não é de Joinville e veio para cá sozinho, sua família também não é daqui. O grupo lhe ajudou de alguma forma a superar essa distância?
Quando vim morar em Joinville eu não conhecia ninguém. Vim para estudar, então conheci o Thiago Silva que estudava comigo e era do grupo. Logo comecei a freqüentar e ganhei uma família. Hoje em dia o Red é minha grande família, posso contar com todos pra tudo, desde ir na minha casa me fazer companhia a me ensinar a ser uma pessoa melhor. Amo todos e não consigo me imaginar longe deles.

6. Você acredita que as pessoas podem ter uma mensagem educativa com o teatro?
Sim, com certeza. Hoje em dia as pessoas perderam seus três pilares: os pais, a educação e Deus. Nas peças esses três temas são vistos como de grande importância. Acho que se as pessoas tivessem esses três pilares o mundo seria melhor.

7. Na sua opinião, o que os filmes do grupo podem oferecer às pessoas?
Os filmes tratam de temas importantes como um namoro certo (no primeiro filme) ou a reconciliação de um casamento (no segundo filme). Temas que hoje em dia não são tão comentados. Sem falar que fala bastante de Deus, e sobre o amor que é algo que vem se esfriando no mundo.

8. O que mudou em sua vida depois de fazer esse trabalho voluntário?
Antes eu era uma pessoa que só pensava em mim, só queria as coisas pra mim. Mas hoje eu comecei a ver que não é bem assim, trabalhar como voluntário me fez deixar de querer ser o centro e me mostrou que o mundo é muito mais que meu umbigo.
Sem falar que fazendo o bem a alguém, por mais que seja fazer rir, eu estarei fazendo bem a mim, pois não há algo mais gratificante do que ver uma pessoa feliz.
Ainda sou cheio de erros, mas aprendo cada dia mais com as pessoas e com Deus.

9. O que é o Grupo Red para você?
O grupo Red é um lugar onde tem pessoas que são como eu, cheio de erros porém com a vontade de acertar. Acho que é um lugar onde eu aprendo muito, tanto relacionado a Deus como para a vida.

10. Deixe uma mensagem para todos os nossos leitores.
Existe duas partes da bíblia que eu guardo, então acho legal compartilhar. A primeira é “Deus não escolhe os perfeitos, mas aperfeiçoa os escolhidos” e “Venha a Deus do jeito que você estiver”.
Acho que Deus não julga ninguém, portanto quem quiser buscá-lo é só tentar que não vai se arrepender.

Posted in Time. Bookmark the permalink.

Comments are closed.